Os Elementais da natureza

No início dos tempos da civilização, a humanidade teve oportunidade de permanecer muito tempo em contato com a natureza e suas forças e estavam bem a par do relacionamento místico do homem com os "espíritos" da natureza. Essas presenças faziam parte da vida cotidiana e eram percebidas nos bosques, no fogo, na água, no ar, na terra e nas mãos curadoras de nossas avós. Muitas comunidades indígenas, ainda conservam a crença nestes seres espirituais que habitam os distintos elementos da Natureza. Sua perspectiva é tão atual, que hoje a chamamos de "ECOLOGIA", uma ciência que tenta explicar ao mundo os motivos pelos quais devemos respeitar a Mãe Natureza, pedindo também a nossa colaboração para protegermos tudo e todos que aqui vivem.



A magia é uma ciência milenar que é muito mais do que retirar coelhos de uma cartola, mas investiga as Fadas como "seres elementais" e cataloga-as como "elementais do Ar". Menciona Gnomos e Duendes como "elementais da Terra"; as Sereias e as Ondinas como "elementais da Água"; as Salamandras como espíritos que habitam o fogo e nos transmitem mensagens através das chamas das velas. A magia diferencia ainda, os anjos dos outros espíritos naturais, explicando que os últimos, pertencem ao reino celestiais.

Os investigadores do Mundo das Fadas, são hoje conhecidos como parapsicólogos, que comprovam através de experimentos sua existência e ação. Sabe-se ainda, que as fadas são difíceis de serem descritas, pois suas aparições são muito rápidas, como um ligeiro resplendor. Como são seres da natureza, gostam de fixar residência em bosques ou curso de rios, mas há fadas nas cidades, em parques, em jardins e podem chegar até dentro de nossas casas se soubermos chamá-las adequadamente.



Mas quem realmente crê nas Fadas? Além de mim, é claro!, poucas são as pessoas que têm a capacidade deste "pensar mágico". Não os culpo, pois nossos próprios filhos hoje, já não têm mais tanto contato com a Natureza como antigamente. É quase impossível arrancá-los do computador ou do vídeo-game, falo por experiência própria. Já os adultos, preocupados com o vai-e-vem do dólar e com as angústias do dia a dia, adormeceram suas mentes para perceber ou apreciar este tipo de energia tão sútil.

Mas o homem já foi um sujeito curioso, que um dia olhou para as estrelas e imaginou que podia tocá-las. Invadidos pelo "pensar mágico", criou telescópios para olhar mais de perto e desenhou mapas. Depois, desejou viajar pelo espaço, para ficar mais pertinho de Deus. Construiu, para tanto, foguetes e acabou alcançando a Lua. Todos estes avanços comprovam que qualquer coisa antes de existir na esfera física, deve primeiro ser criada em nosso pensamento mágico. É O MÁGICO PENSAR QUE CRIA A REALIDADE!



Proponho a todos alguns momentos de "pensar mágico". Vamos então, pedindo respeitosa permissão, navegar pelo Mundo Mágico dos Elementais da Natureza!

      Os Elementais (Devas) Da Natureza

Elemental significa “Espírito Divino”. El = senhor; mental = vibração mental superior. Estes são os espíritos da natureza. Deus, concedeu a três Reinos, paralelamente, a oportunidade de evolução e estes três Reinos são: Elemental, Angelical e Humano.

Os Elementais são os dinamizadores das energias das formas e integram-se aos Elementos da Natureza.



Devemos a Paracelsus, Theophrastus Bombastus Von Hohenheim, químico e médico, nascido na Suíça em 1493, a criação da denominação classificatória dos elementais. De acordo com Paracelsus o Povo das Fadas conhecidos das lendas eram uma espécie de seres astrais que não poderia ser classificada propriamente de "espíritos" por possuírem corpos constituídos da quintessência a parte mais sutil de cada um dos elementos da Natureza chamada de éter.

Os espíritos elementais se criaram para servir os seres humanos com amor. Estão relacionados com nossas forças e capacidades elementais. Nos ajudam a reconhecer com que elementos estamos em consonância e com quais é necessário equilibrar nossas energias.

O trabalho com os elementos e os elementais é fundamental. Qualquer pessoa que empreende o caminho da iniciação topará cedo ou tarde com esse princípio. Quando, por exemplo, uma pessoa é posta à prova e seus sentimentos são analisados, intervêm as Ondinas e os seres do Elemento Água. Em iniciações, nas quais o ser humano aprende a libertar-se de suas cadeias terrestres, o acompanham os gnomos. As sílfides, os elementais do Ar, põe a prova o seu espírito, seus pensamentos e sua fé, as salamandras lhe enviam lições de amor através de ondas. Quando a alma quer aprender a libertar-se da vontade da natureza inferior e das prisões da matéria para elevar-se com sua força verdadeira, os seres elementais são de grande ajuda.

                  Os elementais da Terra

Picture
O elemento Terra é parte de nós e nós somos parte dele. Nosso corpo é nosso traje terrestre, é o templo de luz de nossa alma. De acordo como utilizamos nossa luz, nossa força e nosso poder, se mostrarão em nosso contorno os seres elementais da terra. Nós os criamos com nossa atitude. Ao olhar o mundo, vemos o espelho de nossa alma. Podemos reconhecer onde repousa nosso olhar, nosso foco. Podemos curar e transformar, ou matar e destruir. Tudo o que fazemos afeta o estado geral da Terra, se reflete tanto no microcosmo como no macrocosmo.

Podemos pedir aos seres elementais que nos ajudem e nos apóiem, se quisermos equilibrar em nós o elemento Terra. A iniciação á Terra é a morte ritual; o iniciado experimenta a força da vida real e a imortalidade de sua energia. Para os iniciados, a morte é um passo até outro ciclo, para os não iniciados a morte é uma despedida dolorosa e para sempre.

Os elementais da terra são todos os tipos de gnomos, duendes, trolls, que protegem as grandes forças da terra; são as fadas da terra, que renovam as forças da terra; os elfos de luz, que protegem as plantas medicinais; os elfos escuros, que vigiam os tesouros que se encontram nas profundezas da Mãe Terra, etc. Todos eles mantêm uma estreita relação com nosso planeta e um conhecimento profundo de suas forças originárias.

Eles existem nos gêneros masculinos e femininos e possuem as seguintes características: são pequenos ou muito grandes, podem trocar de forma, sua pele pode ser enrugada e marcada como uma pedra ou rocha. Normalmente são alegres e possuem bom humor e gostam de fazer brincadeiras com as pessoas. Gostam de viver em regiões montanhosas, desfiladeiros, raízes de árvores, etc. Adoram repetir rimas em forma de canção e a maioria deles são exímios artesãos.

Podem ainda, tomar a forma de animais e rapidamente tornarem-se invisíveis ou visíveis, assim como podem fazer desaparecer objetos. Eles são os guias de nossos tesouros interiores e das verdadeiras riquezas.


ORAÇÃO DOS GNOMOS


"Rei invisível, que tomaste a terra para apoio e que cavaste os seu abismos para enchê-los com a vossa onipotência; vós, cujo nome faz tremer as abóbadas do mundo, vós que fazeis correr os sete metais nas veias das pedras, monarca das sete luzes, remunerador dos operários subterrâneos, levai-nos ao ar desejável e ao reino da claridade. Velamos e trabalhamos sem descanso, procuramos e esperamos, pelas doze pedras da cidade santa, pelos talismãs que estão escondidos, pelo cravo de imã que atravessa o centro do mundo. Senhor, Senhor, Senhor, tende piedade dos que sofrem, desabafai nossos peitos, desembaraçai e elevai nossas cabeças, engrandecei-nos. Ó estabilidade e movimento, ó dia envolto na noite, ó obscuridade coberta de luz! ó senhor, que nunca retendes convosco o salário dos vossos trabalhadores! ó brancura argentina, ó esplendor dourado! ó coroa de diamantes vivos e melodiosos! vós que levais o céu no vosso dedo, como um anel de safira, vós que escondeis em baixo da terra, no reino das pedrarias, a semente maravilhosa das estrelas, vivei, reinai e sede eterno dispensador das riquezas de que nos fizestes guardas. Amém."

ORDEM DO REINO DA TERRA

Guardiães: Virgo e Pelleur. Virgo é o espírito da Terra e Pelleur seu anexo divino. Os dois contribuiram com a criação do planeta Terra e agora protegem sua força divina.

Superiores: Gnomos; soberano: Gob; rei: Urinaphton; símbolo: tartaruga/touro.

Primeiro nível de desenvolvimento: Formas do Elemento Terra, todos os anões, gnomos, duendes, pixies, pucks, Brownies, Trolls, gigantes, elfos da terra, elfos negros.

Segundo nível de desenvolvimento: Gnomo, o velho sábio, fauno e trolls velhos.

Terceiro nível de desenvolvimento: Pan, Mãe Terra como Tanna e Stanna, guardiães da terra e superiores.

Nível cósmico: Condutora dos cristais, fada da terra, Devas e anjos (por exemplo Buriel e os arcanjos Zadkiel e Jofiel), que apóiam e guiam ao Elemento Terra com todas as suas propriedades e níveis de desenvolvimento do cosmos.

Deuses e Deusas: Gaia (Deusa da terra greco-romana), Mawu (Deusa da criação africana), Geb (Deusa da terra egípcia), a Mulher Mutante (Deusa da Terra dos Apaches), Demeter (Deusa grega do crescimento), Hou Tu (Deusa da terra chinesa), Ceres (Deusa romana da fertilidade), Mulher Aranha (Mãe dos hopi) e outros.

                 Os Elementais Da Agua

Picture
Nossa terra e nosso corpo estão compostos em sua maior parte de água. Esse elemento é uma parte de nós e nós somos uma parte dele. Está relacionado com nossos sentimentos, nossa alma e nosso sangue. A água presenteia ao nosso corpo emocional a capacidade de sentir e de perceber profundamente. Na água encontramos um espelho de nossa alma. A água nos une aos reinos astrais, os espaços da nossa alma, com o reflexo da luz divina. Podemos cair atrapalhados na alucinação exterior ou olhar através do espelho até as profundezas de nossa alma.

Os elementais da água têm vida própria. Onde há água, há seres aquáticos. Existem guardiões das fontes, ondinas, que vivem nos movimentos de água, sereias que penteiam seus cabelos nos rochas, muitos tipos de ninfas, nereidas que mantêm a água limpa e dirigem suas correntes, espíritos da água, elfos e duendes da água, fadas da água, dragões da água...

Os seres elemenais da água são um manancial de energia rica, purificadora e de propriedades curativas. As vezes despertam no homem o amor e a beleza, os sentimentos verdadeiros e transformam as lágrimas da dor em pérolas. Nos enviam a inspiração, coroada pela intuição, nossa voz interior. Porém, também podem arrastar os seres humanos  até um torvelinho de pântanos movediços.

Os seres da água são: belos, sedutores, atrativos, sensuais, românticos, brincalhões, porém, também podem ser perversos. Gostam de cantar e adoram música. Se movem na água, debaixo dela e em alguns casos em formas energéticas da água. As vezes podem abandoná-la por algum tempo, mas estão ligadas à água que são responsáveis. Sua tarefa é proteger a água, enriquecê-la energeticamente, vitalizá-la e ocupar-se de todas as formas de vida que habitam nela.

ORAÇÃO DAS ONDINAS

"Rei terrível do mar, vós que tendes as chaves das cataratas do céu e que encerrais as águas subterrâneas nas cavernas da terra; rei do dilúvio e das chuvas da primavera, a vós que abris as nascentes dos rios e das fontes, a vós que ordenais à umidade, que é como o sangue da terra, de tornar-se seiva das plantas, nós vos adoramos e vos invocamos. A nós, vossas móveis e variáveis criaturas, falai-nos nas grandes comoções do mar e tremeremos diante de vós; falai-nos também no murmúrio das límpidas águas, e desejaremos o vosso amor.
Ó imensidade na qual vão perder-se todos os rios do ser, que sempre renascem em vós! Ó oceano das perfeições infinitas! Altura que vos mirais na profundidade; profundidade que exalais na altura, levai-nos à verdadeira vida pela inteligência e pelo amor! Levai-nos à imortalidade pelo sacrifício, a fim de que sejamos considerados dignos de vos oferecer, um dia, a água, o sangue e as lágrimas, para remissão dos erros. Amém."

                   Os Elementais Do Fogo

Picture
Os elementais do Fogo procedem da região mais interna da terra e do cinturão de elétrons que rodeia o sol. Trabalham nas esferas interiores, lugar em que as correntes vitais se mantêm em meio de suas encarnações. Eles protegem uma energia poderosa e indestrutível. Esta pode ser segundo sua intensidade e força: o amor intenso, a união, a iluminação, o êxtase, a alegria profundo; ou ao contrário, a violência, a ira e a vingança.

Todos os seres do fogo apresentam características similares: são poderosos, dinâmicos, luminosos, brilhantes e chamejantes. Nunca estão quietos, se encontram em contínua transformação e adoram o movimento. São inteligentes e valorizam sua liberdade e independência. As formas com que se apresentam podem ser angulosas ou dentadas, se movem velozmente e de forma inquieta, constantemente trocando de forma, que pode ser masculina ou feminina. Seguem a energia, nela se encontram em casa, ali onde o fogo brilha.

Um dos deveres dos elementais do Fogo é a purificação e a transformação da energia criadora. Eles servem a esta força em qualquer nível e a qualquer que as chame. O ser humano é a "Coroa da Criação" e a ele é dada a capacidade de guiar estas entidades.

Nós somos uma parte desse energia do fogo e ele é parte de nós. É a energia criadora e celestial, que flui pelo nosso corpo e que conserva os processos vitais. Nos dá asas e inflama nossa força criadora e nossa capacidade de expressão. Porém, se não a dominarmos, também pode destruir, mediante o uso da violência ou da vingança.

Em cada contato com o fogo estão presentes seus seres. Se nos unirmos à eles, se nos afinarmos com sua energia mediante a disciplina e o controle sobre nós mesmos, eles poderão nos lançar cada vez mais alto e fluirão através de nosso corpo até nos unir com a luz do Éter. Esse estado se denomina Iluminação, união mística, etc. Uma parte da energia no ser humano deve inclinar-se, sacrificar-se frente à luz superior, para que as forças da luz superior se purifiquem e se façam realidade.

INVOCAÇÃO ÀS SALAMANDRAS

Eu vos saúdo, Salamandras,
Que constituís a representação do elemento fogo.
Peço, que com vosso trabalho,
Forneçais a mim poder de resolver tudo,
De acordo com vossa vontade,
Alimentando meu fogo interno,
Aumentando minha chama trina do coração
E assim formar um novo universo.
Mestres do fogo, Eu vos saúdo fraternalmente.
Amém.

Invocar nas primeiras luzes do sol. Caso isto não seja possível, é necessário que o elemento fogo esteja presente. O mais indicado é o uso da vela. Esta invocação é feita para se ter mais força de vontade, coragem, vigor, entusiasmo e bons empreendimentos. Atua no trabalho e na espiritualidade.


ORDEM DO REINO DO FOGO

Guardiões: Hélios e Vesta

Superiores: Salamandra; amo:Djinn

Primeiro nível de desenvolvimento: Forma do fogo, elementais do fogo no animal e no homem, pontinhos de fogo, conjunto de demônios, alba negra, druidas.

Segundo nível de desenvolvimento: Salamandra, dragões, flamines (pequenos seres de fogo).

Terceiro nível de desenvolvimento: Musas, seres solares.

Nível cósmico: Anjos à serviço de Cristo (por exemplo os arcanjos Uriel e Miguel), anjos da esfera solar e de Marte (por exemplo Samuel e Anael).

Deuses e Deusas: Kali (Deusa indiana da destruição), De Derga (deus vermelho celta), Agni (Deusa hindu do fogo e guardiã dos seres humanos), Rá (deus do sol egípcio), Brigid (Deusa celta portadora da luz), Surya (deus do sol hindu), Tu Njami (Mãe siberiana do fogo), Apolo (deus do sol grego) e outros.


                    Os Elementais Do Ar

Picture
Somos parte da energia do Ar e ela é parte de nós. O ar está relacionado com nosso nível espiritual e sua força. As correntes de pensamento de muitas pessoas influem, segundo o princípio de causa e efeito, atmosféricamente sobre o tempo, sobre o ambiente e em torno dele. Nossos pensamentos criam campos de energia escuros ou claros, dependendo da energia com que nos achamos carregados. O ar transmite a informação, não importa como esta seja.

A iniciação no Elemento Ar tem que ver com a fragmentação ritual. O corpo se divide em nível espiritual, é purificado e recomposto de novo. Posteriormente é abençoado com as oferendas do reino espiritual. O iniciado desmonta pontes, une, não valora nem julga, e junta de novo, conhece a força e o poder dos pensamentos e o silêncio.

Desde o sopro do vento até o furacão, em todas as partes estão presentes os espíritos do ar: os guardiões dos quatro ventos cavalgam na tempestade, as sílfides voam aqui e acolá ma ligeireza do ar, os espíritos das tempestades, as boreas sopram; as fadas do ar, elevam os animais do ar e transportam as sementes de um lugar ao outro. Se ocupam do correto intercâmbio da energia e decretam a força divina da união, da renovação, translado e divulgação, assim como do envio de informação.

Os elementais do ar são delicados e claros e estão dotados de beleza, humildade e sabedoria. Vigiam a atmosfera, que se constrói com distintas correntes e conferem à luz suas propriedades específicas. Sua tarefa consiste em encher o ar de energia, possibilitar o intercâmbio e enviar novos impulsos. Se mostram nos pequenos animais do ar, libélulas, borboletas, abelhas, assim como em todos os insetos voadores.

Nossa respiração, nossos pulmões, nossos pensamentos e nossos relacionamentos em todos os níveis estão relacionados com os elementais do Ar.

ORAÇÃO DOS SILFOS

"Espírito de sabedoria, cujo sopro dá e retoma a forma de todas as coisas; tu, diante de quem a vida dos seres é uma sombra que muda e um vapor que passa; tu, que sobes às nuvens e que caminhas nas asas dos ventos; tu, que expiras, e os espaços sem fim são povoados; tu, que aspiras, e tudo o que de ti vem a ti volta: movimento sem fim da estabilidade eterna, sê eternamente bendito. Nós te louvamos e te bendizemos no império móvel da luz criada, das sombras, dos reflexos e das imagens, e aspiramos incessantemente à tua imutável e imperecível claridade. Deixa penetrar até nós o raio da tua inteligência e calor do teu amor: então o que é móvel ficará fixo, a sombra será um corpo, o espírito do ar será uma alma, o sonho será um pensamento. E nós não seremos mais arrastados pela tempestade, porém seguraremos as rédeas dos cavalos alados da manhã e dirigiremos o curso dos ventos da tarde, para voarmos diante de ti. Ó espírito dos espíritos, ó alma eterna das almas, ó sopro imperecível de vida, ó suspiro criador, ó boca que aspiras e expiras a existência de todos os entes, no fluxo e refluxo da tua eterna palavra, que é o oceano divino do movimento e da verdade. Amém."


ORDEM DO REINO DO AR

Guardiões: Thor e Aries. Thor era o deus germânico do trovão, da tormenta e da fertilidade e Áries seu anexo divino. Protegem e guiam o Elemento Ar.

Superiores: Sílfides; soberano das sílfides: Paralda; símbolo: borboleta/águia.

Primero nível de desenvolvimento: Forma do Elemento Ar, Vila (espírito da tormenta eslavo).

Segundo nível de desenvolvimento: Fadas, sílfides, reis, rainhas dos elfos.

Terceiro nível de desenvolvimento: Superior de fadas, superior das sílfides, guardião dos poderosos quatro ventos, mãe do vento, noivas do vento.

Nível cósmico: Devas, todos os arcanjos e seres angelicais poderosos que se ocupam do Elemento Ar nos cosmos, o arcanjo Miguel é o protetor do Ar, das musas, das forças de inspiração, da arte e da beleza.

Deuses e Deusas: Feng-Po (deus do vento chinês) Feng Po-Po (Deusa chinesa do vento que cavalga sobre as nuvens no lombo de um tigre), Odin (deus germânico do céu e criador), Brahma (deus hindu da criação do céu e da terra), Lilith (rainha alada hebréia do ar) e outros.